A HISTÓRIA DE DUDU BRAGA

Publicado por em

O terceiro filho de Roberto Carlos é um pessoa fantástica. Trata-se de Roberto Carlos Braga II(registrado assim, em algarismos romanos), Segundinho, ou Dudu Braga, como é conhecido desde a infância, devido a uma canção de Eduardo Araújo, que ele aprendeu cedo a cantar.

Dudu Braga nasceu dia 14 de dezembro de 1968. Desde cedo, o fato de a esposa do “Rei da juventude” estar grávida foi motivo para a imprensa acompanhar de perto a família real. Na maternidade Pro-Matre, havia um batalhão de fotógrafos, cinegrafistas, emissoras de rádio e TV, revistas e jornais… Quando o bebê nasceu, Dona Minerva, mãe de Nice, percebeu que Dudu não tinha os olhos completamente normais. O bebê sofria de Glaucoma Congênito.

Após o diagnóstico dos médicos, era necessário que Dudu fizesse uma delicada cirurgia, e não havia médicos para isso no Brasil. Foi preciso levar Segundinho até a Holanda, onde havia a melhor técnica operatória do mundo. Roberto Carlos cancelou todos os seus compromissos, e foi com Nice e Dudu para a Holanda. “A vida sempre me criou problemas. E eu sempre os venci”,disse o cantor, confiante, antes de partir.

A partir daí, seguiram-se várias idas e voltas entre Holanda e Brasil, e várias cirurgias e exames. Em uma das mais perigosas cirurgias a que Dudu ia se submeter, em Amsterdã, Nice ficou no hospital, e Roberto, no hotel. Ali, o Rei desabou. Chorou, sentindo-se impotente diante do problema do filho. “Naquela noite fria da Holanda quando eu e Nice fomos tentar recuperar a visão do meu filho, envelheci quinze anos. Envelheci quinze anos numa sala de espera. Foi o maior sentimento de impotência e solidão que senti na vida. Maior mesmo que o acidente que sofri tão menino.” relembraria em uma entrevista, anos mais tarde.

Naquela noite, em Amsterdã, Roberto Carlos, diante daquele sentimento, compôs uma canção em que pudesse gritar essa dor. Assim, surgiu As Flores do Jardim Da Nossa Casa: um grito de dor de um pai pela saúde de um filho.

E não foi só à medicina que ele recorreu. Roberto procurou ajuda no espiritismo, procurando o médium Zé Arigó e outros. Entretanto, pouco adiantou. Depois de várias cirurgias, vários exames e muito sofrimento depois, o problema de Segundinho foi controlado. E ele passou, desde cedo, a usar óculos de grau.

Dudu passou a levar uma vida normal. Surfava, dirigia… Entretanto, aos 22 anos, sofreu um deslocamento de retina, e tudo se complicou novamente. Em outubro de 1992, Roberto Carlos levou o filho para ser operado no hospital Metodista, em Hilston, a maior clínica de olhos dos Estados Unidos. Muitas operações foram feitas, assim como em 1969. Entretanto, dessa vez, porém, pouca coisa pôde ser feita e hoje Dudu Braga é praticamente cego: restam-lhe apenas 5% da visão lateral do olho esquerdo.


Dudu é formado em publicidade e propaganda. Casou-se em 1996 e sua então esposa Márcia deu a ele dois filhos, mais dois netinhos do Rei: Giovanna e Gianpietro. O filho de Roberto divorciou-se de Márcia, e hoje é casado com Valeska Sostenes Silva, que além de muito simples e simpática, é considerada, pelos amigos, o anjo da guarda de Dudu. Ela mora com ele no Morumbi, acompanhados do cãozinho Pipoca.

Segundo relatos de Dudu, Roberto é um avô coruja, e deixa a neta fazer tudo o que ele não deixa, como pisar no sofá e bagunçar a casa. Os netos são os poucos sortudos que podem bagunçar todo o apartamento do Rei, na Urca… e ele nem liga!

Apesar dos problemas de visão, Dudu Braga tem uma vida normal. Ele toca bateria, tem programa de rádio, vai a festas, eventos… não perde um jogo do Corinthians, seu time do coração, e ainda acessa o Twitter! Através do microblog, Dudu Braga posta coisas do dia-a-dia, muitas vezes repletas de humor.  Se você quer seguir Dudu Braga no Twitter, acesse @DuduBraga2

 

Fonte: Blog Roberto Carlos Braga


Rádio79

Ribeirão Preto

Current track
Title
Artist

Background